Mel de Marte

Gustavo Mioto Part. Maiara e Maraisa

Menina cê faz de um jeito que é nada convencional
Deve ter um mel de marte porque eu já to no grau

 

Hoje o dia ta propício
Eu não tenho compromisso
Se arruma aí pra eu te buscar
Vamos dar uma volta, encosto 9 horas
A gente roda e roda e vamos pro mesmo lugar

 

No estacionamento
Do antigo Mac
Só as estrelas vendo a gente em cima do capô
Pele com pele

 

Escrevo poesias com a minha boca
Quase um livro inteiro
Nesse corpo que já esta quase sem roupa
Coloca o meu beijo onde cê gosta e pode relaxar

 

Menina cê faz de um jeito que é nada convencional
Deve ter um mel de marte porque eu já to no grau

 

Menina cê faz de um jeito que é nada convencional
Deve ter um mel de marte porque eu já to no grau

 

Menina cê faz de um jeito que é nada convencional
Deve ter um mel de marte porque eu já to no grau

 

Hoje o dia ta propício
Eu não tenho compromisso
Se arruma aí pra eu te buscar
Vamos dar uma volta, encosto 9 horas
A gente roda e roda e vamos pro mesmo lugar

 

No estacionamento
Do antigo Mac
Só as estrelas vendo a gente em cima do capô
Pele com pele

 

Escrevo poesias com a minha boca
Quase um livro inteiro
Nesse corpo que já esta quase sem roupa
Coloca o meu beijo onde cê gosta e pode relaxar

 

Menina cê faz de um jeito que é nada convencional
Deve ter um mel de marte porque eu já to no grau

 

Menina cê faz de um jeito que é nada convencional
Deve ter um mel de marte porque eu já to no grau